/O Que Faz o Dash ser diferente?

O Que Faz o Dash ser diferente?

Nas últimas semanas, principalmente após o crescimento de quase 100% do valor de mercado da Dash, acompanhada por uma forte valorização da moeda, muitos me perguntam: ­ Marcelo, porque você acredita tanto na Dash? Eu simplesmente respondo com três letras: DAO.

Decentralized Autonomous Organization (DAO), em bom português, Organização Autônoma Descentralizada, é um conceito que os desenvolvedores da moeda cunharam, desde seu nascimento, com o objetivo de prover os fundamentos necessários para se ter “Dinheiro como um Serviço” (Cash as a Service), ou seja, oferecer os serviços necessários conforme a demanda de seus usuários.

Mas quem decide quais serviços serão desenvolvidos num sistema completamente descentralizado? Quem realmente está no comando? E pior, da onde vai sair os recursos para pagar os profissionais, serviços e produtos demandados? Calma padawan, agora que a mágica começa. A DAO consegue prover os meios necessários justamente para as tomadas de decisões como também de financiamento.

Ao contrário do Bitcoin, na qual a recompensa de criação de novos blocos vai integralmente para os mineradores, os desenvolvedores da Dash perceberam que esses não são os únicos personagens importantes do sistema que merecem ser remunerados. Na Dash essa recompensa é dividida em três partes: 45% para mineradores, 45% para masternodes (é de comer??) e 10% vai para tesouraria.

Com os recursos da tesouraria que se paga os desenvolvedores, testadores, auditores, marketing, tradutores e por aí vai. Os vídeos da espetacular Amanda B. Johnson (Dash ­Digital Cash) no YouTube são todos financiados com esses recursos. Isso faz com que a Dash não precise de doações, criar fundações para captar recursos e nem de patrocínio de empresas. Dash é genuinamente auto sustentável e completamente independente.

Tá tá Marcelo já entendi como é feito o financiamento, mas quem decide o que vai ser gasto e quando? A resposta é masternodes, mas isso é assunto para o próximo texto, “Quem são os Masternodes?”.

Por favor, não deixem assinar o meu canal no Youtube, Dash em Português, estamos começando agora mas terá vídeos toda a semana. Curtam a página no Facebook também. Como diferentemente da Amanda B. Johnson não sou patrocinado pela Dash, doações são sempre bem vindas e espero por todos vocês nos próximos textos.

Marcelo Odir

(Dash em Português)

Bitcoin: 1xoS8yQgA1QydK5bq2saHfmwFABkHQ3Sj

Dash: XhwBeUnhvdhtEZMSvCXR7Gfvns8UrQvDHP