/Decisão Final do ETF de Bitcoin Aproxima-se

Decisão Final do ETF de Bitcoin Aproxima-se

O dia da decisão final está próximo, é já no próximo dia 13 que iremos saber a posição da SEC(Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos). Se aprovada, este será o primeiro ETF(Exchange Traded Funds) de bitcoins, e a criptomoeda passará a ser uma unidade negociável na Bolsa de Valores, como se fosse uma ação.

O SEC irá deliberar sobre as três propostas que têm na mesa, sendo que a primeira será dos gémeos Winklevoss. Se o leitor está familiarizado com o filme “A Rede Social”, poderá lembrar-se de duas personagens, os gêmeos Winklevoss, que tiveram a sua ideia roubada pelo criador do Facebook, Mark Zuckerberg, acabando por receber uma indemnização no valor de $65 milhões. Após os eventos retratados no filme, os gêmeos focaram as suas atenções para a bitcoin, fazendo diversos investimentos. Sendo o mais proeminente a plataforma Gemini, em que é possível fazer comércio de criptomoedas.

Como a proposta dos Winklevoss foi a primeira a ser entregue, no início de 2013, também será a primeira a ser avaliada. Outra companhia, SolidX, também está à espera de decisão, mas apenas será anunciada depois, até dia 30 de Março. A principal diferença entre as duas propostas de ETF, é que a SolidX incluirá algum tipo de seguro no caso do mercado de trocas ser hackeado. A terceira proposta vem por parte da Grayscale, uma companhia que já faz algo semelhante a um ETF de bitcoins, mas em mercados descentralizados e fora da bolsa de valores, chamados “mercados de balcão”.

É esperado que a decisão tenha um grande impacto na flutuação do preço da bitcoin. Há quem diga que, no caso de a decisão ser aprovada, poderá causar uma bolha no mercado da bitcoin devido à rápida subida de valor num curto espaço de tempo. Ao ser verdade esta não seria a primeira bolha na história da moeda, já tendo passado por quatro bolhas desde a sua incepção. Independentemente, dia 13 tem o potencial para ser um momento marcante na história das criptomoedas, trazendo-lhes legitimidade e acessibilidade ao mercado financeiro global.