Bitcoin Notícias

Taiwan Junta-se à Onda Global de Desmonetização

Taiwan é o mais recente caso de desmonetização no que aparenta ser uma guerra global ao dinheiro vivo que tem como objetivo erradicá-lo por completo.

Segundo uma publicação local do Economic Daily News, um ministro afirma que provavelmente irá haver uma proibição completa em usar dinheiro para comprar itens de luxo como joias e carros de luxo. Este disse (traduzido):

Com o objectivo de fortalecer a prevenção e controlo de lavagem de dinheiro, O Ministério de Justiça da Taiwan planeja promover transações sem dinheiro a grande-escala. A primeira onda pode trancar casas, carros de luxo e joias.

A justificação dada pelo governo é a mesma de sempre. A tentativa de combater a lavagem de dinheiro, a economia negra e o terrorismo. No entanto, o objetivo é simples: erradicar as transações anônimas e promover as transferências eletrónicas, removendo a privacidade e controlo financeiro das mãos do cidadão.

Muitos outros países já estão a sofrer com estas políticas. Começando na Europa, o governo Dinamarquês permite que as lojas recusem pagamentos em dinheiro, enquanto na Itália, França e Espanha as transações em dinheiro foram limitadas a um máximo de 1000€.

Noutros países, a desmonetização assume uma forma mais agressiva. Na Índia, o país mais afetado por esta política, foram removidas as duas notas de mais denominação do pais a de Rs500 e a Rs1000. Esta mudança causou pânico geral, protestos, e filas enormes nos bancos do país onde os cidadãos esperavam para trocar as suas notas.

Outros países como o Paquistão e Venezuela, estão também no processo de adoptar medidas de desmonetização.

Se o objetivo da “Guerra ao Dinheiro” for atingindo, as criptomoedas passam a ser o único método de pagamento em que o utilizador tem o controlo total dos seus bens, pois fazendo uma transação eletrónica esta pode sempre ser censurada. No caso de criptomoedas como a Zcash e Monero, estas passariam também a ser o unico metódo que garante privacidade, tendo em conta que todas as transações eletrónicas por sistemas de pagamento centralizados podem também ser vigiadas.

No entanto, a grande diferença entre o dinheiro e as criptomoedas é que as criptomoedas não podem ser banidas. Mesmo sendo legalmente proibidas, o governo não tem como executar esta lei, tendo em conta que estes são sistemas P2P. O mesmo acontece, por exemplo, com Torrents. Estes são ilegais mas simples de utilizar e ao alcance de qualquer um. O governo não consegue proibir estes com eficácia porque nao existe um ponto ou servidor central para atacar.

No caso do dinheiro, sendo este emitido pelo governo, deixa de ter valor tendo em conta que a única proposição de valor que existe nas moedas nacionais são o facto de serem reconhecidas e emitidas pelo governo. As criptomoedas, no entanto, derivam o seu valor das suas capacidades, número de utilizadores e infraestrutura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *