Bitcoin Notícias

Volume de Transações de Bitcoin Aumentou 55% em 2017

Desde a sua incepção que a bitcoin cresce a um ritmo sustentável ano após ano, tendo registado um crescimento de 118% em 2016, e 2017 parece não ser exceção. Um Estudo feito por Chris Burniske da Ark Invest mostra um crescimento de 55% no volume de transações em relação a 2016. Mas a que se deve o crescimento da bitcoin? Para além do seu valor intrínseco como a primeira moeda digital descentralizada, o crescimento recente está relacionado com a incerteza financeira e política sentida globalmente.

navigate_before
navigate_next

Cada vez mais as transações de dinheiro são eletrônicas, um dia as notas e moedas que carregamos na carteira poderão deixar de nos fazer companhia. Os pagamentos digitais são a tendência do novo século, aliás, 97% de todo o dinheiro em circulação já é virtual. Tendo isto em conta é fácil de ver o valor das criptomoedas como o futuro dos método de pagamento.

Certos governos de países como Venezuela, Índia e Paquistão adotaram políticas de desmonetização como meio de combater o crime organizado e evasão fiscal. Uma políticas de desmonetização é quando ocorre uma diminuição ou até cessação do dinheiro em circulação. Foi o que aconteceu na Índia, em Novembro do ano passado o governo anunciou que as notas de 500 e 1000 Rupias(as notas de maior valor) seriam retiradas do mercado. Ou seja, os governos estão a forçar as pessoas a adotarem os pagamentos digitais nas transações do dia a dia. Este tipo de política tem um efeito negativo no consumo, e, consequentemente, na economia.

Outro exemplo é a inflação registada na Venezuela. A recessão econômica na Venezuela atingiu níveis nunca antes vistos na história do país, atualmente o bolívar venezuelano, a moeda nacional, vale menos que o papel em que é impresso! Isto criou o ambiente perfeito para a adoção da bitcoin na economia venezuelana, sendo por vezes a única maneira que as pessoas têm de ser capazes de comprar bens essenciais, como comida e medicação, ou de famílias a viver no estrangeiro ajudarem os seus familiares. No meio deste caos financeiro a Destinia, uma agência de viagens mundialmente reconhecida, passou a aceitar apenas bitcoins como forma de pagamentos na Venezuela.

venezuela_chart_22

As criptomoedas oferecem um método eficaz de as pessoas protegerem, não só as suas poupanças da inflação, como também a sua privacidade e liberdade financeira face às políticas de desmotezição, que tem como ojectivo aumentar o controlo e vigilância das transaçoes. Outras medidas governamentais, como as políticas de fuga de capital, são tomadas de maneira a evitar que dinheiro/capital saia do país, cessando ou diminuindo as transferências internacionais. No entanto, devido à sua natureza descentralizada, torna-se bastante difícil aplicar este tipo de restrições à bitcoin.

O dinheiro como o conhecemos está a morrer. A moeda fiduciária, a que usamos nos dias de hoje, não tem qualquer tipo de valor intrínseco. É emitida por instituições governamentais e o seu valor apenas se mantêm enquanto a confiança das pessoas nessas instituições se mantiver. A Bitcoin está cada vez mais popular e não apenas como um ativo especulativo, mas como um meio de pagamento online sem restrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *